Istambul, entre o Oriente e o Ocidente

A maior concentração urbana da Turquia e a única metrópole que fica em dois continentes, Istambul é uma esplêndida mistura de estilos arquitetônicos, vestígios históricos e eventos culturais, a cor local, especial. Chamado na antiguidade grega Byzantion, em seguida, Constantinopla, a nova e Tarigrad ou Istambul, a antiga capital do Império Romano, Império Bizantino e Império Otomano, a cidade é limitado geograficamente pelo Mar de Mármara, o Estreito de Bósforo e o Corno de Ouro (os dois primeiros separar o lado europeu do asiático) é uma megalópole com quase 20 milhões de habitantes, o principal financeiros e centro de negócios da Turquia. Além disso, ele tem uma grande importância cultural, sendo uma das três Capitais Europeias da cultura em 2010 e encontrando-se na lista do património mundial da Unesco desde 1985.

Inúmeros pontos turísticos em circulação encontrados na cidade, sobre o Bósforo. Entre eles, a basílica de Santa Sofia tem uma história especial, sendo originalmente uma basílica ortodoxa cúpula, construída em estilo bizantino, com um monte de mosaico e colunas de mármore, o qual foi convertido em 1453, na ordem do sultão Muhammad, o conquistador de Constantinopla, em mesquita. Uma das mais famosas lendas relacionadas com a basílica de Santa Sofia diz que em uma de suas paredes em branco iria encontrar a marca da mão cheia de sangue, o sangue do sultão. Outra atração a parte superior é o Palácio Toptaki, construído no século XV e que contém vários prédios importantes, entre os quais o Harém Imperial, a Torre de Justiça e do tesouro. O conjunto está localizado em um belvedere ponto e oferece uma vista deslumbrante sobre o Bósforo.

Deixe um comentário